sábado, 4 de outubro de 2014

No dia que ninguém votou...


Infelizmente, o que os profetas Paulo César Pinheiro e Wilson das Neves anunciavam em 1996 hoje já é uma realidade...




Já que
"Feio, não é bonito
O morro existe
Mas pede pra se acabar
Canta, mas canta triste
Porque tristeza
E só o que se tem pra contar
Chora, mas chora rindo
Porque é valente
E nunca se deixa quebrar
Ah, ama, o morro ama
Um amor aflito, um amor bonito
Que pede outra história"
(Carlos Lyra)

Não é suspeito que haja tanta propaganda para que o eleitor vote e sequer exista uma fagulha rumo à reforma política?

Sendo assim, amanhã poderia ser um bom dia para acontecer uma coisa boa como essa:


 

Nem precisa ser a terra, só no Brasil já estaria de bom tamanho...



Nenhum comentário:

Postar um comentário